Você ainda tem receio de usar software em nuvem por conta da segurança? Os softwares em nuvem contribuem para elevar a transformação digital. Por isso, neste conteúdo, vamos mostrar 6 medidas de segurança, dentre as inúmeras presentes no mercado, para os softwares em nuvem (cloud).

70% das empresas do mundo utilizam, em sua totalidade, ou parte dos seus softwares em nuvem, sabia disso? É o que concluiu uma pesquisa da Cloud Security Alliance.

Dessa forma, esse rápido avanço dos sistemas em nuvem, nos últimos anos, leva em consideração uma série de benefícios que essa tecnologia fornece aos negócios, dentre eles:

  • redução de custos;
  • maior flexibilidade;
  • atualizações automáticas;
  • liberdade para trabalhar de qualquer lugar do mundo;
  • dentre outros.

Só vantagens, certo? No entanto, apesar dos inúmeros benefícios, é preciso levar em consideração os riscos de segurança associados ao uso de softwares corporativos em nuvem (cloud). Afinal, será mesmo que a empresa tem total controle das informações que trafegam na nuvem? É o que vamos discutir nas próximas linhas desse conteúdo.

As preocupações da segurança com o softwares em nuvem 

90% das organizações possuem grande preocupação em relação ao controle de acesso e à segurança das suas informações em nuvem. É o que apontou a pesquisa da Cloud Security Spotlight Report. Além disso, dentre as maiores preocupações, destacam-se:

  • vulnerabilidades de segurança em geral;
  • acesso não autorizado por meio de contas sequestradas;
  • funcionários mal-intencionados;
  • riscos relacionados à violação de dados em larga escala;
  • ataques de malwares e outras ameaças;
  • ataques de negação de serviço;
  • diligência prévia insuficiente;
  • riscos relacionados a perda de dados.

Ok. São muitos riscos, eu sei! E por isso muitas empresas ainda resistem ao uso dos softwares em nuvem. Porém, se a empresa colocar em prática medidas de segurança é possível minimizar os riscos. E assim, a empresa desfrutará dos inúmeros benefícios dessa tecnologia.

Como garantir a segurança dos softwares em nuvem?

O avanço das tecnologias de cibersegurança tem contribuído para o uso seguro dos softwares em nuvem. De fato, os serviços de armazenamento e compartilhamento em nuvem chegaram para ficar, por isso, as empresas precisam equilibrar os riscos apresentados para usar os serviços.

Dentre as principais medidas que visam implementar maior nível de confiabilidade e segurança nos softwares em nuvem, vamos destacar as 6 abaixo.

1. Implementação de políticas internas de governança e confiabilidade

Em ambientes corporativos, torna-se essencial que políticas de privacidade e conformidade sejam estabelecidas. Sendo assim, essas políticas devem criar uma estrutura de governança que estabeleça autoridade e uma cadeia de responsabilidade nas organizações.

Em suma, é um conjunto bem definido de políticas que precisam descrever, claramente, as responsabilidades e funções de cada funcionário, além de como eles compartilham as informações que têm acesso. 

2. Auditoria e procedimentos de negócios

O uso de softwares em nuvem exige a implementação de auditorias regulares de concessão de acesso e segurança. Sendo assim, é de extrema importância, por exemplo, que as empresas mantenham seus sistemas de TI sob controle em caso de malware e ataques de phishing.

Sendo assim, em favor da segurança, auditorias regulares devem verificar a conformidade dos fornecedores de sistema de TI e dos dados nos servidores hospedados em nuvem. 

3. Responsabilidade com as políticas de privacidade

Controles de privacidade e a proteção de informações pessoais e confidenciais são cruciais para o sucesso de qualquer organização. Portanto, os dados pessoais mantidos por uma organização não podem ficar expostos a negligências de segurança. 

Sendo assim, em situações onde o provedor de serviços e software em nuvem não estiverem oferecendo medidas de segurança adequadas, é preciso considerar a busca por provedores de serviço em nuvem que possam oferecer maior segurança para a instituição.

4. Avaliação das vulnerabilidades de segurança dos softwares em nuvem 

Avaliar o conjunto de aplicativos instalados em nuvem, e a importância de cada um deles, é essencial para reduzir vulnerabilidades e falhas de segurança.

Ou seja, dependendo do modelo de implantação do provedor de serviços em nuvem, existem diferentes considerações que precisam ser verificadas em relação à instalação de aplicativos de terceiros.

5. Realização frequente de cópias de segurança

Está se tornando mais crítico manter a privacidade e a segurança com mais dados e softwares sendo migrados para a nuvem. Por isso, os profissionais de TI devem considerar os riscos de segurança da nuvem e implementar soluções para garantir a segurança dos dados de seus clientes, armazenados e processados ​​na nuvem.

Dessa forma, uma das medidas mais importantes está relacionada à realização frequente de cópias de segurança que, por sua vez, precisam ser armazenadas em ambientes extremamente seguros.

6. Autenticação multifator (MFA)

Para garantir o maior nível possível de segurança e reduzir os riscos relacionados ao uso de softwares em nuvem, a implementação de tecnologias adequadas é fundamental! Nesse sentido, uma das principais tecnologias que podem ser implementadas para oferecer maior segurança é a autenticação multifator, também conhecida como MFA.

A autenticação multifator estabelece níveis de segurança em camadas, exigindo que os indivíduos comprovem suas identidades através de dois ou mais métodos de verificação e confirmação de credenciais, e não estou falando apenas de senhas!

Sendo assim, em uma possível tentativa de fraude ou acesso não autorizado, o MFA dificulta e, na maioria dos casos, consegue impedir tais acessos.

Na prática, mesmo que um fator ou camada de segurança do MFA sejam quebradas, ainda existirá ao menos mais de uma barreira a ser violada. Barreira que, por sua vez, costuma depender de dispositivos físicos, como um token ou smartphone, da localização dos indivíduos e até mesmo das suas impressões digitais.

Softwares em nuvem para o avanço tecnológico 

Por fim, não se pode negar a importância e contribuição dos softwares em nuvem para o avanço e desenvolvimento da sociedade. No entanto, a implementação de recursos e softwares em nuvem, não pode deixar de lado a elaboração de políticas e diretrizes rígidas de controle de informações e acessos.

Portanto, não deixe de investir em recursos que podem contribuir para a aceleração dos negócios da sua empresa. Apenas considere fazer uso desses recursos de forma consciente, ou seja, com o apoio das mais rígidas medidas e controles de segurança da informação que o mercado tem a oferecer.